Maioria das empresas só dá 22 dias de férias este ano

18/02/2013  


A maioria das empresas só vai dar aos seus trabalhadores 22 dias de férias este ano. Só uma minoria vai manter a legislação anterior, aprovada quando Bagão Félix era ministro, e que garantia três dias de férias adicionais aos trabalhadores mais assíduos.

De acordo com o «Jornal de Negócios», das 26 empresas que contactou, apenas 15% vão continuar a dar 25 dias de férias aos funcionários que não faltarem ao trabalho, este ano. E são multinacionais: a Renault, a PSA, a Microsoft e o Lidl. 

As restantes 22 aceitam a decisão do Governo, de retirar esses três dias adicionais de descanso. Setores como a energia, telecomunicações ou distribuição, que incorporam alguns dos maiores empregadores do país (EDP, Galp, PT, Sonae ou Jerónimo Martins, aderem em bloco à alteração legislativa.

Mesmo entre as empresas que repõem os 22 dias de férias, algumas assumem que, em termos práticos, o impacto será mínimo.

See it on Scoop.it, via IND
 
Facebook | Condições gerais de venda | Pagamento e envio | Aos preços indicados acresce IVA à taxa legal em vigor.
 
© IND - Soluções de Sinalização 2011. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Datasuporte, Lda.