Negócios preferidos dos investidores

14/03/2013  

A crítica é constante: é difícil encontrar financiamento quando a empresa ainda está a desenvolver o conceito e não existe aos olhos do mundo. Sim. É que há muito trabalho antes de uma ideia/projeto chegar ao público e, até para criar um modelo de negócios, arranjar uma equipa, fixar um plano é preciso convencer os investidores.

Ideias: as boas e as más
Entre os novos modelos de captar o investimento está o Crowdfunding e os Business Angels, pessoas que investem sem expectativa de grandes retornos e que, com mais ou menos verbas ajudam a levantar um projeto. Quer iniciar um negócio próprio? Perceba como Gonçalo Moreira Rato, membro da direção da Associação Portuguesa de Business Angels (APBA), explica que não há regra para captar o investimento. “Os Business Angels têm tendência em investir em áreas com as quais já estão relacionados”. É, por isso, algo muito variável, o que aumenta as esperanças dos que querem investir numa ideia de negócio.
Mas existem algumas regras: “Os BA preferem investir num projeto já no mercado para que possam aferir a sua viabilidade”. Da mesma forma, na APBA, os Business Angels preferem “projetos que tenham desde o início um objetivo de internacionalização. É quase um critério”, diz.
É claro que o responsável não tem dúvidas de que “há situações em que pensamos que não tem potencial e que no final acabamos por nos enganar”. E dá um exemplo: “olhe o caso do H3, se me dissessem para investir numa cadeia de hambúrgueres eu diria logo que não, mas abriram uma loja depois outra, e agora veja.” O agora veja é o sucesso que a cadeia obteve em tão pouco tempo e que contrariou as expectativas de um especialista na matéria.
via – Dinheiro Vivo.

 
Facebook | Condições gerais de venda | Pagamento e envio | Aos preços indicados acresce IVA à taxa legal em vigor.
 
© IND - Soluções de Sinalização 2011. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Datasuporte, Lda.